EUA, Internet, Twitter

O QUANTO VOCÊ “DESINFORMA”?

projeto-truthy-07-12-2014

Você já parou para pensar no acúmulo de informação não verificada que você contribuiu para que se consolide nas redes sociais? Geralmente não nos preocupamos com esse resultado. Nossa opinião é publicada e o buzz deixa a internet altamente tóxica. Nesse sentido a National Science Foundation dos Estados Unidos começou a medir a suposta intoxicação no Twitter dos usuários norte-americanos.

O tema é controverso? Sem dúvida.

Segundo o Washington Post (17/10), “o projeto está sendo desenvolvido por pesquisadores da Universidade de Indiana, e seu objetivo seria é detectar o que eles consideram “poluição social” e o que chamam de “epidemias sociais”, incluindo os memes – ideias que se espalham por toda a cultura pop.”

O projeto Truthy, como já vem sendo conhecido, afirma que a “pesquisa poderia ser usada para mitigar a difusão de ideias falsas e enganosas, detectar o discurso do ódio e propaganda subversiva, e ajudar na preservação do debate aberto.”

Truthy usará uma “sofisticada combinação de texto e mineração de dados, análise de redes sociais, e modelos de redes complexas para distinguir entre memes que surgem de forma orgânica e aqueles que são manipulados em ser.

Monitoramento intrusivo ou um principio salutar de despoluição?

Em breve comento mais sobre o Truthy.

Saiba mais:

Projeto Truthy http://truthy.indiana.edu/

Matéria do WP: http://www.washingtonpost.com/opinions/truthy-project-is-unworthy-of-tax-dollars/2014/10/17/a3274faa-531b-11e4-809b-8cc0a295c773_story.html

Padrão

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s