Animais

TAM (@TAMAirlines) é acusada de transportar macacos para laboratórios – Boicote já!

Macacos amontaoados em caixas e gaiolas são transportados para experimentação em laboratórios.

Por Natalia Cesana (da Redação) – Via Coletivo ANDA.

Para os "humanitários" a foto é do 03065-12.

Para os "humanitários" a foto é do 03065-12.

A British Union for the Abolition of Vivisection (BUAV) divulgou nesta segunda-feira, dia 30, o nome de mais uma companhia aérea envolvida no transporte de primatas para fins experimentais. Trata-se da empresa brasileira TAM Linhas Aéreas. A companhia é acusada de transportar 11 saguis do Brasil para a Universidade de Nebraska, nos EUA.

(Foto: Reprodução/BUAV)

Milhares de primatas são transportados por centenas de quilômetros mundo afora a serviço da indústria de pesquisa. Alguns são capturados na selva e cruelmente arrancados de seus grupos. Outros são criados em cativeiro e vivem confinados.

Nos últimos anos, um número crescente de companhias aéreas interrompeu seu envolvimento no transporte de primatas. Recentemente passaram a integrar essa lista a American Airlines, Caribbean Airlines e a IBC Airways.

A BUAV ressalta sua preocupação com os direitos animais. Ao longo dos anos muitos acidentes têm ocorrido pelo mundo, causando sofrimento e até a morte destes animais durante a viagem para os laboratórios. As causas da morte dos macacos geralmente estão relacionadas com pneumonia, gastroenterite, desidratação, perda de peso e infecções.

(Foto: Reprodução/BUAV)

Manifeste-se

Por favor, entre em contato com a TAM Linhas Aéreas e peça o fim do envolvimento da empresa em um ato de crueldade e sofrimento como esse, que está intrinsecamente ligado ao comércio de primatas para pesquisa:

Emails: tamimprensa@tam.com.br e responsabilidade.social@tam.com.br .

Padrão
Animais

Paraná e Curitiba proíbem aluguel de cães em Lei Estadual e Municipal, e no RS?

O Estado do Paraná proibiu a exploração de cães em serviço de guarda com a lei 16.101/2009 AQUI. Antes a Prefeitura de Curitiba já havia sancionado a lei 12.594/2008 AQUI, que “dispõe sobre a proibição da locação, prestação de serviços, contratos de mútuo e comodato e cessão de cães para fins de guarda no Município de Curitiba e dá outras providências.

Na contramão dos direitos do animais, tema crescente na sociedade contemporânea, o Rio Grande do Sul corre o risco de dar um passo atrás com o PL 206/11, ao regular uma prática que devia ser proibida como fez o Paraná e Curitiba. Dirão alguns que o aluguel é recorrente e a lei vem para normatizar e garantir “direitos” aos animais,  balela, que proponha o parlamento uma lei de direitos dos animais, proibindo qualquer tipo de comércio e aluguel, não uma lei que legaliza a EXPLORAÇÃO.

Leia os posts abaixo e saiba mais:

Diga NÃO ao Aluguel de Cães no Rio Grande do Sul, vote contra o PL 206/11

“Cães de aluguel” só no cinema, diga NÃO ao PL 206/11

Padrão
Animais

“Cães de aluguel” só no cinema, diga NÃO ao PL 206/11

Leia o post anterior AQUI.

Entenda o projeto que pretende regulamentar a EXPLORAÇÃO de cães em serviço de guarda AQUI (RS Urgente) e AQUI (Vila dos Peludos), depois mande um email aos deputados (lista abaixo), converse com eles via twitter, manifeste-se nos blogs e nas suas redes de contato. Na terça-feira dia 20, vá na Assembléia Legislativa e diga o seu NÃO presencialmente.

Padrão
Animais

Diga NÃO ao Aluguel de Cães no Rio Grande do Sul, vote contra o PL 206/11

Foto de Rottweiler do site Vida de Cachorro.

Entenda o projeto que pretende regulamentar a EXPLORAÇÃO de cães em serviço de guarda AQUI (RS Urgente) e AQUI (Vila dos Peludos), depois mande um email aos deputados (lista abaixo), converse com eles via twitter, manifeste-se nos blogs e nas suas redes de contato. Na terça-feira dia 20, vá na Assembléia Legislativa e diga o seu NÃO presencialmente.

Email para deputados gaúchos

Caro deputado,

Venho através deste externar como cidadão, minha contrariedade ao PL 206/11.
O citado projeto de lei pretende regulamentar a exploração de cães em empresas de segurança, para guarda de casas, prédios e terrenos.
Esses cães, ditos pelo comércio como de “guarda”, são vítimas de maus tratos e consequente abandono nos locais de trabalho, além de terem sua vida inteira explorada para obtenção de lucro.
Sendo assim, solicito o seu apoio contra o PL 206/11, bem como, a confecção de uma lei que garanta os direitos dos animais, proibindo o aluguel e comércio de animais de qualquer espécie.
Atenciosamente,
xxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Endereço de Emails (mande dividido em 2 emails e em para, cc e cco)
adilson.troca@al.rs.gov.br; ajbrito@al.rs.gov.br; alceu.barbosa@al.rs.gov.br; alexandre.lindenmeyer@al.rs.gov.br; alexandre.postal@al.rs.gov.br; aloisio.classmann@al.rs.gov.br; altemir.tortelli@al.rs.gov.br; alvaro.boessio@al.rs.gov.br; ana.affonso@al.rs.gov.br; carlos.gomes@al.rs.gov.br; cassia.carpes@al.rs.gov.br; catarina@al.rs.gov.br; daniel.bordignon@al.rs.gov.br; dr.basegio@al.rs.gov.br; edegar.pretto@al.rs.gov.br; edson.brum@al.rs.gov.br; ernani.polo@al.rs.gov.br; frederico.antunes@al.rs.gov.br; gerson.burmann@al.rs.gov.br; gilberto.capoani@al.rs.gov.br; gilmar.sossella@al.rs.gov.br; giovani.feltes@al.rs.gov.br; heitor.schuch@al.rs.gov.br; jeferson.fernandes@al.rs.gov.br; joao.fischer@al.rs.gov.br; pozzobom@al.rs.gov.br; jose.sperotto@al.rs.gov.br; juliana.brizola@al.rs.gov.br; jurandir.maciel@al.rs.gov.br; lucas.redecker@al.rs.gov.br; luciano.azevedo@al.rs.gov.br; luis.schmidt@al.rs.gov.br; luis.lauermann@al.rs.gov.br; gab.manochanges@al.rs.gov.br; marcelo.moraes@al.rs.gov.br; marcio.biolchi@al.rs.gov.br; marco.alba@al.rs.gov.br; maria.sartori@al.rs.gov.br; marisa.formolo@al.rs.gov.br; marlon.santos@al.rs.gov.br; miki.breier@al.rs.gov.br; miriam.marroni@al.rs.gov.br; nelsinho.metalurgico@al.rs.gov.br; paulo.azeredo@al.rs.gov.br; paulo.borges@al.rs.gov.br; paulo.odone@al.rs.gov.br; pedro.pereira@al.rs.gov.br; pedro.westphalen@al.rs.gov.br; raul.carrion@al.rs.gov.br; raul.pont@al.rs.gov.br; ronaldo.santini@al.rs.gov.br; silvana.covatti@al.rs.gov.br; valdeci.oliveira@al.rs.gov.br; villaverde@al.rs.gov.br; zila.breitenbach@al.rs.gov.br
Padrão
Animais

38 chimpanzés veem o sol pela primeira vez em 30 anos, a Ciência dita criativa é nefasta

Na Áustria, 38 chimpanzés de laboratório viram a luz do sol pela primeira vez depois de trinta anos. Eles se abraçaram e sorriram, demonstrando alegria. Matéria do 247.

Cada vez que vejo isso fico mais convencido e desestimulado com a raça humana.

Chimpanzés veem a luz pela primeira vez

Foto divulgação

Padrão
Animais, Ativismo, Democracia, Direito

Em Moscou a convivência entre espécies tem outro patamar de direitos.

Belíssima a matéria (e fotos) do The Sun (tradução da Agência Anda para o português), para além da curiosidade do caso, é de se festejar a política qualificada que se adota nos trens de Moscou, permitindo que o meio de transporte seja livremente usado por cães de rua, quiça avance para outras áreas políticas como essa que trazem à reflexão possibilidades de convivência entre espécies, com um outro patamar de direitos, onde o estado e o parlamento, executam e legislam sobre o espaço social levando em conta (possíveis) direitos de outras espécies de usarem igualmente o mesmo espaço, isso não é pouca coisa para uma sociedade (humana) que pratica a higienização dos animais de rua e constrói indústrias (lucrativas) para criar e matar outros seres vivos para alimentação, que diga-se de passagem é uma prática desnecessária. Com o nível de conhecimento e tecnologia que se tem na atualidade, em sociedade que se diz cientifica e racional, que paradigmas deveriam alicerçar os direitos dos animais? (Lucio Uberdan)

“Cães abandonados são autorizados a utilizar o metrô em Moscou”

Cães abandonados são comuns andando de metrô entre o subúrbio e o centro da cidade de Moscou, na Rússia. Segundo informações do jornal The Sun, esses cães pegam o metrô de manhã, em direção ao centro da cidade onde eles têm mais chances de conseguirem comida e, ao anoitecer, eles pegam o metrô de volta para os subúrbios onde dormem.

Especialistas que estudam esses animais descobriram que eles, inclusive, trabalham juntos para garantir descerem na estação desejada. Eles aprendem a calcular o tempo que leva a viagem. Eles preferem entrar nos vagões de começo ou do fim do comboio por serem mais silenciosos e menos cheios.

Cientistas acreditam que o fenômeno começou com a queda da União Soviética e os complexos industriais mudaram do centro para os subúrbios. Dr. Andrei Poiarkov, do Instituto de Ecologia e Evolução de Moscou disse que que os cães abandonados  usavam os complexos industriais como abrigo e portanto tiveram que se mudar junto com suas casas. Mas o centro da cidade é o melhor lugar para conseguir comida e então eles aprenderem a pegar o metrô de manhã e voltar para “casa” à noite. Igual a qualquer trabalhador.

Dr. Poiarkov ainda descobriu que os cães também se divertem pulando dentro dos vagões segundos antes das portas serem fechadas, correndo risco de terem suas caudas presas na porta.

Os cães aprenderam também a usar as luzes de tráfego para poderem atravessar as ruas sem correr riscos. Uma vez no centro da cidade estes cães desenvolveram uma tática para fazer com que os humanos dêem comida e de maneira mais rápida. Eles se posicionam atrás da pessoa que está comendo e em dado momento emitem um latido forte. Com o susto a pessoa deixa cair a comida no chão…

Com as crianças, os cães brincam, pulam, sentam e lançam olhares suplicantes e conseguem com isso dividir o lanche com elas. Dr. Poiarkov confirma que os cães são excelentes psicólogos e sabem usar disso.

Os cães abandonados de Moscou não são os primeiros a usar os transportes públicos. Em 2006, um Jack Russell Terrier, em Dunnington começou a usar o ônibus para ir ao pub local atrás de alimentos. E há dois anos atrás passageiros em Wolverhampton viram abismados um gato, chamado Macavity (como o do poema de El liot), começar a pegar o ônibus  e descer na porta de um determinado pub em busca de comida.

Padrão