Movimentos Sociais

Duas mil pessoas saem às ruas por democracia real em Porto Alegre #15oPoa #15o

#15opoa foto Vivi Reis

Porto Alegre conectou-se com o mundo e clama em uníssono por mais participação, por uma democracia real e o fim da ganância dos mercados. Convocado inicialmente na Espanha, onde 250 mil pessoas estão nas ruas, o #globalchange acontece em 951 cidades de 82 países. No centro do debate a crise mundial que assola o planeta, em especial a Europa e América do Norte, vitimados pela voracidade dos mercados e a ganância das corporações e banqueiros.

Em Porto Alegre não foi diferente, a marcha pacífica começou na Redenção e foi até a Praça da Matriz, onde o acampamento estava sendo montado. O tom anticapitalista está presente na maioria das juventudes participantes, partidárias ou não, outra característica interessante das manifestações de ocupação que acontecem pelo mundo. A diversidade político-ideológica vem dando o tom do encontro, já que os coletivos façam questão de reafirma: “as idéias é que nos unem”.

#15opoa foto Lucio Uberdan

#15opoa foto Lucio Uberdan

No Brasil, em Porto Alegre em especial, ainda que conectada com o mundo a realidade que move essas duas mil pessoas tem bases diferente, se na Espanha 40% da juventude está desempregada, nos Estados Unidos a pobreza avança de forma acelerada, no Brasil ruma-se para uma situação próxima ao pleno emprego, o resultado do CAGED de Janeiro a Setembro apontou 2 milhões de novos postos de trabalho com Carteira Assinada, um recorde num primeiro ano de governo.

Mas o que clama o Brasil então? Por Democracia Real e participação qualificada.

A juventude atual almeja uma participação maior, deseja discutir e ter formas concretas de colaborar e participar mais da vida política do país. Os jovens saem às ruas e assim como os demais povos do mundo, em especial nas primaveras árabes, almejam incidir nos rumos de seu país. É por isso que caminhou hoje a juventude em Porto Alegre, é por isso que essa juventude está agora acampada na Praça da Matriz para trocar idéias, debater e construír uma pauta comum de um mundo mais justo e igual, longe da ganância das corporações e bancos.

Padrão

5 comentários sobre “Duas mil pessoas saem às ruas por democracia real em Porto Alegre #15oPoa #15o

  1. Ábner Gomes disse:

    Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa,:
    Olhei as manifestações de hoje e vi a direita nacional pegando carona na esquerda internacional. Vamos colocar critérios nisso: quem é a favor da ocupação de Wall Street é uma coisa; movimentos “cansei”, “chega” e outros verbos (auxilares da direita) é outra – misturar isso só interessa para quem quer “se fazer de morto para pegar carona em carro funerário”

    • Olá Abner,
      Tens toda a razão, aqui em POA a direita tentou, chamados pela ZH, TVCOM e OAB, mas eram minoria, caminharam, foram respeitados (ainda q não tenha sido respeitosos) e foram embora.
      Abração

  2. Pingback: Duas mil pessoas saem às ruas por democracia real em Porto Alegre « Blog Porto Imagem

  3. Uma das coisas que deveríamos nos manifestar é contra uma legislação frouxa que permite o monopólio de fato das informações por poucos grupos privados. Nem países liberais, como o USA há coisas como vemos aqui.

  4. De fato, Ábner. O único risco que realmente corremos aqui no Brasil é o aparelhamento do movimento por grupos que estão hoje na oposição (grande parte de direita) e que abordam a questão da corrupção muito mais de maneira moralista do que sistêmica da própria vizinhança entre capitalismo e estado. Dessa forma, toda a nossa energia pode acabar sendo usada para trabalhar em favor de grupos espúrios.
    Ontem em Floripa o nosso encontro foi bem menor que em Poa, mas pudemos nos conhecer, trocar ideias e já nos organizamos para seguir adiante. E esse ponto foi frisado: a questão não é apenas essa corrupção ilegal dos desvios de dinheiro e mesmo dos benefícios aos políticos, mas mesmo aquela corrupção legalizada em que um representante é eleito para, no final das contas, levar adiante políticas que servem a interesses suspeitos e acabam indo contra a própria população como um todo (vide o nosso sistema de transporte público). É fundamental mantermos em mente que o buraco é bem mais embaixo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s