Cibercultura, Ciberdemocracia

Governo do RS Escuta e Responde, segundo acerto de Tarso Genro na rede.

Um dia depois da fala, capa de Zero Hora é pautada pelo Gabinete Digital

No dia de ontem (13), o governador Tarso Genro respondeu a primeira pergunta da ferramenta o “Governador Responde”, o tema era a desvinculação dos Bombeiros e Brigada Militar, apenas dois estados no Brasil mantém a vinculação, subordinando administrativamente os Bombeiros a Brigada Militar, Rio Grande do Sul e São Paulo.

A pergunta formulada pela Associação dos Bombeiros concorreu com outras 214 perguntas, em uma plataforma aberta que a sociedade podia acompanhar, a pergunta foi vitoriosa com 858 votos. No dia 11 de maio, o governador escutou especialistas sobre o tema estrangeirismo na ferramenta “Governo Escuta”, foram inúmeras posições contrárias e a favor ao projeto, a transmissão online contabilizou mais de 1100 pessoas assistindo, o chat aberto foi usado pelo público que mandava suas considerações, após a sessãoTarso Genro optou pelo veto parcial ao projeto de lei.

São duas ações específicas, escutar e responder, bem como duas conquistas efetivas com desdobramentos na política real, a construção transparente de um veto a um projeto de lei que gerou grandes debates na sociedade, e a consolidação de uma pauta de categoria, com desdobramentos efetivos como o anúncio da abertura de concurso público para dois mil novos soldados, sendo que seiscentos serão novos Bombeiros.

Nas duas iniciativas as demandas e necessidades são reais, dialogam com pessoas e categorias organizadas que seriam ou são afetadas pelos temas, nessa perspectiva a internet e as ferramentas citadas, assumem um papel de catalisador e amplificador, são por um lado um misto entre infra-estrutura e método para as partes envolvidas debaterem, por outro, uma objetiva forma de ampliar vozes e dar transparência para atos e rumos do Governo.

A transparência nas ações em curso do Gabinete Digital, detêm um ingrediente a mais, não novo, mas inovador na possibilidade de potência. Vivemos um época de crise na grande mídia, seu jornalismo não filtra, media e qualifica a informação, a reportagem cada dia mais é um bem escasso, o conteúdismo simplificado é o paradigma da qualidade do texto, da pesquisa da matéria e do tamanho da lauda, nesse cenário a transparência de grandes debates, o exercício de uma horizontalidade permanente, mediada sobre pautas que atingem milhares, torna-se além de governança participativa, um ato pedagógico, democrático e educativo. O governo do Rio Grande do Sul ao que parece está atento a isso.

Jornal dá página inteira ao tema e aborda o Gabinete Digital

Padrão

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s