Cibercultura, Sociedade da Informação

A hiper-exploração do sexo virtual cresce na criativa sociedade da informação

Esse post não necessita de uma grande introdução, o texto em anexo, assinado por Olivier Aubert, é o conteúdo central para leitura, avaliação e debate. Desejo apenas salientar uma questão que surge em vários teóricos, principalmente em Castells, mas não apenas nele, de que a sociedade da informação, pós-industrial, de serviços, recompõe e fortalece o Mundo do Trabalho, proporcionando uma nova leva hegemônica de funções onde a criatividade é a autonomia são o elemento chave, seria algo como nada mais, nada menos, que a superação do trabalho degradado da sociedade industrial. Oxalá.

Acho, sem dúvida alguma, que esse nirvana  do Mundo do Trabalho é muito específico, sendo um mito para a maioria, mais um que nasce nessa fase midiática da modernidade. Assim como os jovens que jogam WarCraft na China e Vietnã, a condição de trabalho e vínculo dessas mulheres e homens é mais um exemplo de hiper-exploração, para quem tem dúvida daquilo que Ricardo Antunes chama de “degradação real do trabalho virtual”, abaixo tem um “concreto” exemplo.

Boa leitura!

* fazendo download o arquivo fica ótimo para leitura.

Padrão

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s