Economia Solidária, FGEPS

Fórum Gaúcho de Economia Popular e Solidária orienta voto em Dilma Rousseff.

Com sete regionais reunidas no último sábado (09) na sede da Unisol Brasil em Porto Alegre/RS, o Fórum Gaúcho de Economia Popular e Solidária (FGEPS) deu início na recomposição da Coordenação ampliada e executiva, definiu representação no Fórum Brasileiro de Economia Solidária (FBES) e elaborou forma de participação no Seminário Região Sul dos fóruns regionais de Economia Solidária do RS, SC e PR a realizar-se em Blumenau de 20 a 24 de outubro. O tema das Eleições 2010 e a organização de uma grande plenária estadual em novembro, também foram pautas debatidas por mais de 30 dirigentes regionais.

 

Por Lucio Uberdan.

Coordenação ampliada e executiva.

O FGEPS de posse dos nomes já eleitos por vários fóruns regionais começou a montagem da composição da coordenação e da executiva para os próximos 2 anos, a nominata deverá ficar completa até a plenária geral do Fórum a realizar-se durante a Feira Estadual de Economia Solidária na última semana de novembro. Segundo regimento do FGEPS, cada regional (12) elege 5 representantes, sendo 3 de empreendimentos econômicos solidários, 1 de entidade de apoio e 1 de gestores públicos. As redes e movimentos sociais terão um integrante cada na coordenação ampliada. A executiva do FGEPS por sua vez é composta por 6 representações de EES, 3 de entidades de apoio, 3 de gestores públicos, 1 de rede e 1 de movimento social.

Representação no FBES e Seminário Região Sul dos fóruns regionais de Economia Solidária do RS, SC e PR.

A plenária estadual do FGEPS definiu por referendar novamente as 3 representações que já fazem a representação do FGEPS junto ao FBES, sendo 2 representantes de EES e 1 de entidade de apoio. Frente à pauta do seminário regional, a plenária já acolheu algumas indicações, com a existência de vagas ainda em aberto a coordenação da mesa assumiu a responsabilidade de provocar as regionais no acolhimento de mais nomes para participação no seminário de Blumenau/SC.

Eleições 2010 – Orientação de voto a Dilma Rousseff.

O tema das eleições 2010 também foi pauta da reunião estadual, foi consenso entre os presentes que a eleição de Tarso Genro no estado poderá abrir um novo momento de crescimento da Economia Solidária no Rio Grande do Sul, bem como, que a candidatura Serra (PSDB) para presidente cria um clima de preocupação e insegurança com relação à existência e permanência de políticas públicas de Economia Solidária no âmbito federal. Foi lembrado que no Rio Grande do Sul o governo Yeda Crusius (PSDB) foi responsável pela liquidação completa das políticas públicas de Economia Solidária criadas durante a gestão de Olívio Dutra. Nessa perspectiva, a plenária do FGEPS por unanimidade definiu orientação de apoio a candidatura Dilma Rousseff no 2º turno, definiu também que reproduzirá carta de apoio da Economia Solidária à Dilma para envio as 12 regionais gaúchas, solicitando a distribuição no mínimo aos 2 mil empreendimentos de Economia Solidária (SIES) do estado até a eleição.

Plenária do FGEPS na Feira Estadual de novembro 2010.

Ficou definido pelas regionais presentes, que a finalização da composição da coordenação e da executiva se dará durante a plenária geral do FGEPS na próxima feira estadual, será também priorizado na plenária um amplo debate sobre o programa de Economia Solidária para o estado a ser proposto como diálogo ao novo governo estadual, bem como, um profundo debate sobre o PL 336/2007 recentemente aprovado na Assembléia Legislativa.

Padrão

Um comentário sobre “Fórum Gaúcho de Economia Popular e Solidária orienta voto em Dilma Rousseff.

  1. nazare disse:

    Não gosto de Dilma, não gosto de Lula,.Sabe-se que Lula pretende se eternizar no poder, a exemplo de Hugo Chaves, seu grande amigo, o grande ditador da Venezuela, que já mandou fechar todos os meios de comunicação que se voltaram contra ele. Sabe-se que Dilma será Presidente de fachada, quem vai dar as ordens será LUla por isso, o desespero para que Dilma ganhe as eleições. Lula se auto denomina o salvador da Pátria, o protetor dos pobres, o que fez que milhôes de brasileiros saissem da classe baixa para a classe média, enfim, o Brasil não existiria sem ele, e eu me pergunto, onde estão esses milhoes de brasileiros? pois ao meu redor os pobres continuam pobres, esses milhões que passaram para a classe média serão os petistas apadrinhados que usufruem dos cabides de emprego no setor público? olho ao meu redor e vejo a miséria crassando a vida de milhares de brasileiros, municipios inteiros sem qualquer infra estrutura, a educação básica sem qualquer apoio, os jovens da educação pública, estão entrando nas universidades, falando errado, escrevendo errado. sem qualquer possibilidade de adquirir um bom emprego, é triste ver que milhoes e milhões de reais são surrupiados pelos corruptos, propineiros, frauduleiros, ladrões da coisa pública engajados no governo e que são tidos apenas como aloprados pelo governo, que não faz o menor empenho em punir esses ladrões. Eu me pergunto, quanto deixou de ser feito, a favor do povo com esses milhões desviados, outros tantos roubados.
    O que mais me irrita é ver o governo se comparando com o de FHC, ai do Brasil se não tivesse havido o grande estadista FHC, que não teve medo de tomar as medidas que o tornaram impopular, para que o Brasil conseguisse ser livrar do flagelo da inflação.O brasileiro esqueceu dos tempos que antecederam FHC. O Brasil chegou a uma inflação de 2.780% ao ano, o brasileiro perdeu o seu poder aquisitivo de tão desvalorizada que ficou a nossa moeda, as empresas não conseguiam planejar seus investimentos , as estatais ficaram tão sucateadas pelos governos anteriores., que se transformaram em peso morto para os cofres públicos, No periodo de 1980 a 1993, (parte do período militar até o governo Collor) que antecedeu FHC, no Brasil teve 4 moedas, 5 congelamentos de preços, 9 planos de estabilização econômica, 11 índices
    para medir a inflação. O plano Collor I foi o mais drástico, que além de não debelar a inflação, ainda ordenou o confisco de valores superiores a 50,00 Cruzeiros Novos que estivessem em Bancos, eu fui uma das vítimas
    a situação do Brasil ficou tão sem controle, que COLLOR teve que abandonar o governo, sendo substituido por Itamar Franco e que Graças a Deus.convidou Fernando Henrique Cardoso para ser seu Ministro da Fazenda, foi ai que FHC e sua competente equipe elaboraram o Plano Real aplicado gradativamente à economia Brasileira, a 1a. parte em agosto de i993 com a moeda denominada de cruzeiro real e definitivamente em julho de 1994, quando foi denominada de Real.,quando realmente a inflação foi debelada, mas é claro que para que a inflação não voltasse, teve que tomar medidas impopulares, como congelar preços e salários, privatizar as empresas que davam prejuizos, enfim todas as medidas necessárias para que o Brasil entrasse no .rumo certo. Lula não teve que bolar planos economicos já encontrou a economia com inflação estabilizada, o Brasil com uma moeda forte, o brasileiro aos poucos adquirindo o seu poder de compra etc. FHC foi o grande Paizão do Brasileiro, 1º cortou tudo aquilo que pudesse fazer a inflação voltar, para mais tarde o brasileiro poder gozar do privilégio de ter uma moeda e uma economia fortes..Para mim, Lula teve muita sorte de ter tido como antecessor Fernando Henrique Cardoso, já encontrou tudo engatilhado
    Oh povo mal agradecido, que se deixa envolver facilmente com palavras bonitas. Para mim ,Fernando Henrique Cardoso, o destemido, é o grande estadista brasileiro do século 20, ao lado de Getulio e JK. Lembrem-se povo ingrato Lula e seu PT foi contra o REAL, e hoje é o grande beneficiário desse plano, inclusive a maior parte dos projetos sociais que existem no seu governo tiveram seu inicio no governo de FHC.Eu me pergunto, como estaria o Brasil hoje, se ao inves de FHC tivesse sido o Lula o ministro da Fazenda de Itamar, com certeza não teríamos o Real, na certa teríamos mais um plano falido, e o Brasil sendo consumido pela inflação. Eta povo esquecido e ingrato.
    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s