Arthur Gianotti, Ciência Política, Corrupção, Daniel Dantas, Entrevista, Estado, Gilmar Mendes, Globo News, Governo LULA, LULA, MPF, PF, Protógenes Queiroz, Satyagraha, STF, Willian Waack

Satyagraha XI – Pela defesa de um espelho no estúdio da Globo News.

A pouco terminou a repetição do programa Globo News Painel, com três cientistas políticos entrevistados, o apresentador William Waack, e o tema Daniel Dantas como centro. O debate como sempre é muito superficial na TV, além do fraquíssimo rigor científico dos citados “cientistas políticos”, críticos de uma suposta politicagem dominante no Brasil, os mesmos, sem exceção, praticam um sinônimo para a ciência política na citada entevista.

No painel,assim como em toda a mídia oficial, toma-se um exacerbado cuidado para não “tocar” no “intocável” judiciário, alegando-se, ser esse apenas técnico e apolítico, ainda que saibamos, todos(as) que o mesmo adora se pronunciar não tecnicamente todas as semanas. Por outro lado, cuida-se para que ao falar da pessoa Daniel Dantas e seus possíveis crimes, se passe batido por cima do tema, dando centralidade apenas a um debate sobre quem acumulou com sua prisão, e o mal esclarecido afastamento do delegado Protógenes. Fim ao cabo, o programa prestou-se unicamente para avaliar o papel do estado no caso, um esforço conjunto de entrevistados e entrevistador, para que, de uma forma ou de outra, chegassem ao Presidente Lula.

Lá pelas tantas, os três “grandes” cientistas políticos, denunciam uma política-sindicalista no governo e cenário atual, ainda que os mesmos, estejam ali prestando-se para uma mesma falácia. Já no meio do painel, quase em uníssono, apenas com pequenos nuances de diferença, os três afirmam que estamos em meio a uma crise, sugerindo a responsabilidade como única do Estado, bem como, sobre as possibilidades de saída da crise, os mesmos dizem que teremos grandes dificuldades, pois os atores capazes disso, estão “envelhecidos”.

Sobre esse ponto citado, e o painel em geral, quero em duas a três frases citar duas questões. 1) Perde-se enorme chance de abrir a maior caixa preta de nosso país, o judiciário, bem como, debater-se com profundidade o crime de colarinho-branco em nosso país; 2) Um pedido: coloquem um espelho no estúdio, pior que sugerir o envelhecimento dos agentes políticos em ação no cenário nacional, é ter a certeza do envelhecimento político das pseudo-teses dos entrevistados e seu sindicalismo-político sem rigor científico algum, mera recitação de chavões, como que se estes, soltos ao vento, dessem guarida aos seus discursos estritamente partidarizados.

Tenho certeza, se tivéssemos um espelho no estúdio, quando falassem asneiras, os entrevistados do dia de hoje, poderiam ver suas caricaturas refletidas ao espelho, imagem essa que nós vemos com clareza sentados ao sofá. (Na foto Arthur Gianotti, um dos entrevistados, os outros dois nunca ví e igualmente por sorte, nunca precisei ler os mesmos nas cadeiras de Ciência Política. Lembro de Gianotti pois é uma “cientista” já conhecido na recente história política nacional – AQUI.)

Globo News Painel Debate sobre o grande tema da semana, entre os assuntos nacionais e internacionais. Convidados com opiniões e enfoques diferentes num bate-papo informal e de alto nível conduzido pelo jornalista William Waack. Todo sábado, às 23h.

Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s