Capitalismo, Cultura, Modernidade, Movimentos Sociais, Pessoal, Política

(Série Cartas I) Já podemos liquidar o Planeta com relativa tranqüilidade Cowboy.

Do amiguinho: George
Para o amiguinho: Tony

Hey pequeno Tony,
Te escrevo “pequeno cowboy”, sobre as recentes notícias do “Novo Planeta” – agora já podemos ficar mais tranqüilos não? Agora pode aquecer e terminar a água, pode inclusive explodir (desde que com data marcada e via milhares de mísseis americanos e alguns teus), já está tudo sobre controle (estabilizado). Porém pequeno cowboy, temos muito planejamento pela frente, o dever de casa é (copia ai) investir recursos públicos em pesquisas privadas:

1.Pesquisas exploratórias do novo Planeta (comprovando o mínimo possível para habitar – serão nossos filhos que irão mesmo) e os devidos meios de transporte para levar aqueles que importam para lá (temos de manter a base do petróleo nesse item Tony – isso ajuda no aquecimento);
2.Programas de crescimento eficazes que consigam aumentar a taxa de lucro médio, e a concentração de renda de forma mais homogênea para aqueles que importam, hoje esses índices estão muito abaixo de décadas anteriores (aqui pequeno cowboy estou convencido que teremos de começar a dividir um pouco) – dividir para acumular mais yeah;
3.Maciça campanha de mídia para alardear ainda mais na população o discurso dos tais “movimentos sociais”, essa tática suicida causa desespero, pânico e pouca margem propositiva, na primeira crise matam-se a si mesmos – conhecemos a natureza do homem não? Cada um por si. Olha o Iraque, Sunitas matam Xiitas e vice-versa, quem menos morre são os nossos futuros jovens mártires – hauhauhauhau. E tem mais, os movimentos sociais parecem a “Frente de Libertação da Judéia” do “Monty Phyton” – com todo respeito, o Monty Phyton é o último dos dois únicos acertos que vocês tiveram nessa vida cowboy – primeiro foi o povo Americano.
Seguindo Tony, podemos ser relativamente eficazes nessa estratégia se ampliarmos o vetor predatório do homem sobre o velho planeta e de uma new-escravização controlada e desejada (prometemos salvar alguns e eles matam os outros – relativamente já fazem isso não?) essa última será construída sobre as bases do medo – a TV já está fazendo o trabalho e temos o apoio da esquerda e suas centenas de sub-divisões hauhauhauhau. Mas por enquanto é isso, me sinto até melhor.

Um abraço cowboy,
George 

O Projeto “Cartas dos Grandes” é parte das ações do Group Responsabilition Social – O GRS é um entidade civil com fins lucrativos, que tem a missão de constituir conhecimentos, práticas e métodos propositivos para aumento da auto-estima de uma série de grandes homens ricos e poderosos injustiçados pela auto-ineficiente sociedade civil organizada mundial. O projeto “Cartas dos Grandes” visa fortalecer a troca de idéias através de cartas em os principais e sensíveis homens desse planeta, na perspectiva destas serem um alívio aos sofrimentos pessoais destes.

Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s