Antropologia, Cultura, Filosofia, História, Modernidade, Pós-modernidade, Política, Tecnologia

Hegemonia e Diversidade Cultural – Gilberto Gil

“A antropologia desalojou o tempo único e a linearidade do velho mundo. O tempo cristão arcaico previa um tempo que se afunilava em direção ao seu esgotamento moral, sob a luz do filho na terra, incapaz de honrar a sua origem celestial. Sua finalidade estava na própria origem do tempo, que se dissolvia e perdia sentido como uma ampulheta. O homem sonhava com a origem e sofria ao dela distanciar-se.”

Hegemonia e Diversidade Cultural > é o nome da conferência de Gilberto Gil no II Fórum Cultural Mundial. Texto longo de leitura rápida. Texto limpo, semeador de rizomas incessantes, conexões que demarcam com solidez e esperança o espaço da diversidade em um momento de crise, irreversível, da modernidade que nos foi apresentada pelo iluminismo.

Gil fala de Alteridade, Estado, Liberdade, Luta Social, apresenta seu conceito de Cultura, dedica-se a Diversidade Cultural, antes um mal (modernidade) que agora revisto, “…preenche nossos corações…” mas frisa: ” … as diferenças culturais são positivas, mas as desigualdades sociais não são e nem serão jamais”

Um texto que adequa-se ao tamanho e abertura do óculos de cada um, pois “…opiniões diferentes … muitas vezes expressam momentos distintos da compreensão de um mesmo fenômeno.”

Lucio Uberdan

Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s